Português EnglishEspañol

Acessibilidade

Português EnglishEspañol

(RE)Significar a escola: como construir um espaço formativo para os docentes?

Pesquisas científicas apontam a existência de diversas lacunas nas formações iniciais docentes, que precisam ser trabalhadas ao longo de toda carreira profissional (CARDOSO; RODRIGUES, 2015; SOUZA et. Al, 2020; REINNALDI, GIORDANI, FREITAS, 2021). A escola, todos os dias, é inundada com diversas novidades, novos problemas internos e externos que impactam toda a prática pedagógica. O professor necessita de um constante movimento de aprendizado, por isso a necessidade de formações continuadas.

A formação continuada é o momento que o professor toma fôlego em sua prática, para rever os desafios e problemas cotidianos de sala de aula. É o momento de criar estratégias, refletir sua prática, abrir-se para o novo e compartilhar experiências com colegas. Engana-se quem pensa que as formações continuadas acontecem apenas nos espaços universitários (por meio das pós-graduações). A escola pode fornecer a troca entre os pares, incentivar momentos ricos de aprendizado. Lück (2018) afirma que a escola não é apenas um prédio ou um espaço cheio de pessoas, mas sim uma organização social com intencionalidades pedagógicas, marcada pela vivência social conjunta e pela vontade de compreender o mundo de forma crítica.

Uma das frentes necessárias para transformar a escola em um espaço formativo se dá na gestão escolar e seu compromisso com o constante aprendizado dos professores. Construir tempos para que os professores se dediquem ao estudo, fornecer materiais para que estejam sempre ao alcance deles, promover momentos de trocas de experiências são alguns dos fatores que se consideram como formação continuada.
Vejamos: uma sala de professores pode ser apenas um espaço para descanso e relaxamento entre um intervalo e outro. Mas, pode se transformar em um espaço rico de aprendizados se nela há materiais informativos, artigos atualizados e disponibilizados para que os professores leiam entre um café e outro, caixas com possibilidades de desabafos para que sejam compartilhados em conjunto as angústias,
os problemas, as dúvidas. O planejamento dos momentos coletivos precisa ser pauta prioritária e, somada a isso, o espaço acolhedor e informativo é primordial para a consolidação deste momento.

Para a professora Joyce Benites, atuante da Educação Infantil do município de Corumbá/MS, as formações continuadas possuem papel primordial na vida do docente. Com elas, os professores se permitem aprender e compartilhar experiências no cotidiano pedagógico, em busca de melhorar sua prática. A professora enfatiza que, ao longo desses quase dois anos de ensino remoto, muitos professores necessitam
cada vez mais desse espaço nas escolas, pois as dificuldades e os novos desafios são enormes, em termos de superação das evasões, dos déficits de aprendizado e outros obstáculos. A escola precisa estar atenta à necessidade do professor de se reinventar todos os dias e encurtar os espaços que separam a teoria da prática pedagógica.

Para o professor Rennan Andrade, atuante da Educação Infantil, no município de Bonito/MS, a escola precisa construir espaços que fomentem o estudo diário do professor, a troca de experiências e de ideias. Para ele, é fundamental que o Projeto Político – Pedagógico traga diretrizes e princípios que valorizem esses momentos. O professor salienta que, diante de tantas demandas e tantos desafios no cotidiano, a construção coletiva desse espaço de constante aprendizado torna-se salutar para o trabalho integral da escola trazendo, inclusive, todos os profissionais que atuam na instituição.

O trabalho coletivo, para ambos os professores, é fundamental para a consolidação dessa escola participativa e formativa. Diante dessas reflexões, te convidamos a pensar conosco: como construir esse espaço formativo nas escolas?

Gostou? Compartilhe

Olá querido aluno(a), faça login em uma das opções abaixo: